quarta-feira, agosto 30, 2017

LIVRO DO MÊS | O Livro do Hygge, de Meik Wiking


Confesso que este mês foi o mês da preguiça no que toca a livros. Ainda assim tive dificuldade em escolher um livro apenas para trazer a este post, pois apesar de terem sido poucos, todos eles tiveram algo de novo a adicionar à minha vida. Depois de muita indecisão, o livro que vos trago hoje ao "Livro do Mês" é O Livro do Hygge - O Segredo Dinamarquês para ser Feliz, de Meik Wiking.

O Livro do Hygge foi o primeiro livro da categoria de lifestyle que eu li em toda a minha vida - à exceção d'O Segredo, que nunca terminei, por isso não conta. Sou sincera, a início estava um pouco cética, sem saber bem aquilo que iria encontrar entre as páginas d'O Livro do Hygge. Mas as críticas eram tão positivas e a capa era tão gira, que eu decidi arriscar.

Num breve resumo, O Livro do Hygge foi uma lufada de ar fresco na minha vida. A sério. Eu já adorava a cultura dinamarquesa, mas este livro veio avivar esta minha admiração pela Dinamarca. Como todos sabem - ou não -, a Dinamarca é considerada um dos países mais felizes da Europa (até do mundo). Porquê? Pelas horas de trabalho reduzidas, pelo tempo cinzento (que para mim é um aspeto bastante positivo!), pela educação gratuíta... enfim, tantas coisas. Mas sobretudo, pelo hygge. O que é o hygge? Ora, citando Meik Wiking: 

"Não é para soletrar, é para sentir. (...) O hygge trata de atmosfera e experiência, e não de coisas. Trata de estarmos com ente queridos. A sensação de estar em casa. A sensação de estar a salvo, escudados do mundo e de podermos baixar a guarda. Podemos ter uma conversa infindável sobre as pequenas ou as grandes coisas da vida - ou apenas estarmos à vontade na companhia silenciosa dos outros - ou ainda estarmos simplesmente sozinhos a apreciar um chá."


Portanto, o hygge é aquela sensação de conforto, segurança e bem estar. Tal como a nossa "saudade", o hygge não tem uma tradução concreta. É apenas um sentimento.


O que mais me agradou neste livro foi a proximidade que senti à cultura dinamarquesa. Meik Wiking dá-nos uma espécie de passo-a-passo a seguir para sermos tão felizes como os dinamarqueses. E se acham que esses passos são alguma coisa de outro mundo, incapazes de serem feitos, enganam-se. Pelo contrário. O Livro do Hygge fez-me aperceber que o hygge está nas pequenas coisas que fazemos no dia-a-dia, como acender uma vela, ler um livro, comer um chocolate, ver a nossa série preferida numa sexta-feira à noite... pequenas coisas a que não damos o devido valor, mas que os dinamarqueses apreciam e muito.
E é nesse sentido que este livro nos ajuda mentalmente. Ajuda-nos a valorizar essas pequenas "vitórias" do quotidiano. Acender uma vela não é só acender uma vela, há que saber apreciar o aroma da mesma e a calma que nos traz vermos uma chama a arder.


A leitura deste livro é excelente, mas o design complementa tudo. Desde os desenhos bem ilustrados às fotografias super aconchegantes que vão ao encontro daquilo que estamos a ler, a conjugação destas duas coisas faz-nos sentir bem, a nível emocional e visual.

Sinto, no entanto, que O Livro do Hygge é um livro ainda mais perfeito para ler durante o inverno, durante aqueles dias chuvosos em que estamos em casa, enrolados numa manta com um chocolate quente na mão. Aí sim devemos sentir este livro em pleno e apreciar ainda mais cada frase que Meik Wiking tem para nos oferecer. Não sou pessoa de repetir leituras, mas talvez abra uma exceção a este livro durante o inverno. Quem sabe não me apaixone ainda mais por cada página que leio.

Ah!, escusado será dizer que Meik Wiking é o presidente do Happiness Research Institute, por isso sabe perfeitamente daquilo que está a falar! Se não ficaram convencidos com a minha review, tenho a certeza que ficaram depois desta!

Review: 10 de 10
Autor: Meik Wiking
Título Original: The Little Book of Hygge - The Danish Way to Live Well
Páginas: 287 
Editora: IN

4 comentários

  1. Já tinha ouvido falar do livro mas não captou a minha atenção.
    A tua review fez-me mudar de ideias! Estou muito curiosa para o ler. logo eu, que adoro o tempo frio, a chuva e tudo o que é cinzento e me faça poder estar cheia de mantas e beber chá

    Xiá
    http://thecoffeecupblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se gostas disso tudo, vais adorar o livro! :)

      Beijinhos Xiá

      Eliminar
  2. Já ando para ler esse livro há algum tempo, mas ainda não tive oportunidade. Já o ando a namorar há imenso tempo nas livrarias :).
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar

© all the bright places by Andreia Capelo. Design by FCD.