quarta-feira, dezembro 06, 2017

PROJETO | Lê a Ajudar: a experiência

Como já vos disse há duas publicações atrás (aqui), este semestre, no âmbito da cadeira de Gestão Cultural, tivemos que organizar - juntamente com a minha colega Margarida -, um projeto à nossa escolha. Como futuras alunas do mestrado de Edição de Texto, decidimos organizar um workshop de Revisão de Texto, em que a entrada seria um livro de que as pessoas já não precisassem

O workshop foi dado pela Helena Ramos, uma revisora bastante prestigiada e com um currículo que não tem fim. Devo dizer que foi um privilégio poder ter conversado com a Helena, tanto no âmbito do workshop como em âmbito pessoal. É uma pessoa culta, organizada e solidária - se bem se lembram, a Helena deu este workshop de forma completamente gratuita, juntado-se à nossa causa para ajudar o Centro de Apoio ao Sem Abrigo. Apesar de não termos tido uma enorme aderência (35 pessoas), conseguimos angariar 38 livros. 


O workshop baseou-se em slides, com exemplos de frases mal escritas em jornais, livros e publicidades, onde os aderentes tinham que identificar os erros e dar uma alternativa melhor. Foram duas horas interessantíssimas, muito interativas e num ambiente muito acolhedor (para ajudar, estava a chuver torrencialmente lá fora, o que tornou tudo muito mais aconchegante). Ainda falámos um bocadinho de José Saramago (o ponto alto do workshop) e trocámos impressões uns com os outros. 

Depois do workshop e com 38 livros por vender (mais os 15 que eu levei e mais uns tantos que a Margarida e a nossa professora levaram), realizou-se a nossa banca na livraria antiga da Faculdade de Letras. 

A nossa banca esteve aberta aos alunos durante os dias 28 e 29 de novembro. Muitos foram aqueles que apareceram e apoiaram a causa, levando mais do que apenas um livro. Havia livros para todos os gostos e, como se costuma dizer, "o lixo de uns é o ouro de outros". Os livros, sendo em segunda mão e alguns deles já bem velhinhos, foram vendidos a preços muito convidativos (entre os 2€ e os 8€), o que levou a uma aderência ainda maior. No total, conseguimos angariar 100€. Eu própria comprei quatro livros para mim, de forma a ajudar a associação e a completar ainda mais a minha estante.
Como nem todos os livros foram vendidos, decidimos doar o resto à biblioteca da Faculdade de Letras, "matando dois coelhos de uma cajadada só".



Não imaginam o quão bem soube entregar o dinheiro a uma instituição que tanto precisa da nossa ajuda. Saber que aqueles 100€ serão usados para ajudar pessoas que não têm uma casa onde ficar, aquece-me o coração - principalmente num mês tão frio como dezembro, que é quando mais precisam.
Estou muito feliz com este projeto e, apesar de todas as advertências que tivemos ao longo do nosso caminho, não me arrependo de nada nem teria feito nada de maneira diferente. A professora ficou feliz com o nosso trabalho, nós ficámos orgulhosas de nós próprias, ajudámos uma associação e ainda doámos livros a uma das maiores bibliotecas de Lisboa. Este projeto foi sem dúvida um primeiro passo para mais projetos, não só em contexto de faculdade mas fora dele. 

São pequenas conquistas como esta que nos elevam, não só como seres humanos mas como prova de que com pouco fazemos muito. Aos poucos e poucos conseguimos moldar o mundo e ajudar quem mais precisa. Nem que seja apenas com um pequeno gesto.

1 comentário

© all the bright places by Andreia Capelo. Design by FCD.